Virada Sustentável Porto Alegre 2018

A 3ª edição da Virada Sustentável foi realizada de 06 a 08 de abril de 2018, em Porto Alegre. A educação e seus desafios na agenda da sustentabilidade foi o principal tema desta edição, que abordou também outros temas como a redução das desigualdades sociais, as cidades sustentáveis, o consumo responsável, água potável e saneamento, paz, justiça e instituições eficazes, e colaboratividade.

O festival reuniu 45 mil pessoas em 200 atrações e atividades gratuitas e abertas ao público. Além dos cinco Ecopontos principais - a Casa de Cultura Mario Quintana, a Associação Cultural Vila Flores, o Parque da Redenção, a Unisinos – Campus Porto Alegre e o SESC Protásio Alves -, a Virada se espalhou por toda a cidade: Morro do Osso, Vila Santo André, Lomba do Pinheiro, Esquina Democrática, Vila dos Ferroviários, Praça Júlio Mesquita, são alguns dos pontos onde aconteceram 25 ações, que vão desde oficinas em escolas e shows musicais, até visitas guiadas para conhecer ações sustentáveis em comunidades de Porto Alegre. Cerca de 2000 pessoas se envolveram diretamente na Virada. Foram também 209 horas de trabalho voluntario, realizado por 30 pessoas.

A programação da Virada Sustentável Porto Alegre 2018 foi dividida em 14 roteiros – as Trilhas –, que agruparam as atividades por interesses específicos: Acessibilidade, Ações descentralizadas, Bem estar e esporte, Cinema, literatura e artes visuais, Circo, teatro e dança, Consumo responsável, Ecogastronomia, Educação, Empreendedorismo sustentável, Mulheres de Virada, Música, Nossas águas, Viradinha Kids e Vozes negras. Cada trilha era ligada a um ou mais Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS). Esta edição da Virada contou com uma série de programações acessíveis, com audioguias, audiodescrição e tradutores de LIBRAS em vários espetáculos e oficinas.

O Seminário Virada Sustentável teve a participação de mais de 400 pessoas nas cinco mesas de debates oferecidas.

Na área da Cultura, mais de 90 atrações culturais, entre espetáculos, oficinas, saraus, contação de histórias, exposições e mostras de cinema, fizeram parte de três trilhas.

A Virada contou com pontos de coletas de resíduos eletrônicos, óleo de cozinha e outros. Nestes pontos, foram coletados 30kg de tampinhas, 262kg de eletrônicos e 60kg de recicláveis.

Nas redes sociais, a Virada teve um grande alcance e engajamento: foram alcançadas 248.355 pessoas pela página no Facebook, e no Instagram, os posts sobre a Virada foram vistos por 66.304 pessoas. A imprensa local fez uma ampla cobertura do evento: foram quase 200 matérias e publicações a respeito do evento, em jornais, rádios, tvs e portais de internet.

Quer compartilhar?


Ação de formação de plateia